Os principais sintomas de Covid-19 em pessoas totalmente vacinadas As vacinas formuladas contra o novo coronavírus SARS-CoV-2 nos ajudaram a lidar melhor com a crise da Covid-19 e aliviaram os efeitos adversos da doença. Todavia, e ainda assim, é possível ficar infectado mesmo após a toma de todas as doses recomendadas dos imunizantesUm estudo recente, divulgado na revista Science Translational Medicine, analisou dados de mil casos da variante Delta da Covid-19 na população predominantemente totalmente vacinada em Provincetown, Massachusetts, nos Estados Unidos, em julho de 2021, revela um artigo publicado pelo jornal Times of India.A pesquisa constatou que 74% do total de casos de infecção ocorreram em indivíduos que haviam sido completamente inoculados com as vacinas da Pfizer/Biontech, da Moderna ou Johnson. Sendo que a maioria das incidências foi considerada leve a moderada. 


Os investigadores centraram a sua atenção em 39 indivíduos, incluindo 16 pessoas vacinadas que testaram positivo para a Covid-19 e 23 indivíduos vacinados que testaram negativo. A maioria dos voluntários eram homens caucasianos. Também foi observado que o número de participantes vacinados infectados era mais jovem do que aqueles que os indivíduos vacinados não infectados.


Mais ainda, entre as pessoas que testaram positivo e que tinham sintomas - estes eram, regra geral, comuns. 


Sintomas respiratórios


A Covid-19 é uma doença respiratória, que também pode afetar outras partes do corpo.


O estudo norte-americano concluiu que os sintomas respiratórios são alguns dos sinais relatados mais comuns em indivíduos totalmente vacinados. Estes podem incluir:


Tosse persistente;Dor de garganta;Corrimento nasal;Espirros;Falta de ar;Dor no peito;Rouquidão.


Febre


Quando se trata do vírus SARS-COV-2, a febre é um dos sinais mais comuns. Na maioria dos indivíduos, é também o primeiro sintoma a ser observado. Geralmente, a febre ocorre quando o vírus ou uma bactéria invade o corpo.


A temperatura sobe quando as nossas defesas imunológicas são ativadas contra um patógeno estranho provocando uma resposta inflamatória no organismo. Assim, com a Covid-19, a febre é um efeito comum.


Perde de olfato e paladar (anosmia)


A falta de olfato e paladar é um sintoma extremamente comum entre pessoas infetadas pelo SARS-CoV-2, especialmente com a variante Delta. De acordo com o estudo, juntamente com os sintomas respiratórios e febre, o fenômeno conhecido como anosmia foi prevalente em pessoas totalmente vacinadas, que participaram na pesquisa.


Especialistas também destacaram o impacto a longo prazo da Covid-19 no sistema olfativo. Estudos prévios referem igualmente como o vírus afeta o cérebro, levando ao encolhimento dos neurônios e impactando áreas inerentes às funções olfativas.

#aradiowebdeminas  #alternativahits

Fonte :Notícias ao Minuto 


Deixe seu Comentário